betclicpt
        Negócio surpreendeu tudo e todos

        A história da mirabolante transferência de Bebé para o Manchester United

        2020/03/25 13:54
        Texto por Luís Rocha Rodrigues*
        E3

        *com Ricardo Rebelo

        Esta é a história de Tiago Manuel Dias Correia, um Bebé que ficou eternizado nas memórias do futebol português. Decorria o ano de 2010 quando o mundo abria a boca de espanto em relação a uma das transferências mais surpreendentes do nosso futebol. Estávamos perante um passo de gigante dado por um Bebé de 20 anos que, após uma curta passagem pelo Castelo, foi viver o seu sonho para o teatro de Manchester, onde ainda estavam bem frescos os bem sucedidos casos de Nani, Anderson e, sobretudo Cristiano Ronaldo, todos pescados no futebol português em jogadas de antecipação.

        Neste caso, a excelente pré-temporada do jovem português ao serviço do Vitória de Guimarães, por quem nem se chegou a estrear oficialmente fruto desta movimentação dos red devils, já chamava a atenção de Benfica e Real Madrid, pelo que o clube inglês não hesitou em pagou nove milhões de euros para o levar. Podia ter corrido novamente bem, só que o tempo demonstrou que se tratou, de certa forma, de uma precipitação.

        Uma precipitação que fugiu à norma de Sir Alex Ferguson, um habitual cuidadoso nestes assuntos de transferências.

        «Não o vi jogar. Foi a primeira vez que o fiz. Normalmente, vejo muitos vídeos antes, mas neste caso não. O nosso olheiro em Portugal disse que tínhamos de agir rapidamente, e por isso mandei o David Gill (director desportivo) fazer o negócio», contava o escocês, na apresentação de Bebé, ao lado de Chicharito Hernández e Chris Smalling, também eles reforços do clube.

        ©Getty / Martin Rickett - PA Images
        Uma apresentação em que chamou a atenção o look do português: às rastas que apresentara em Guimarães, onde despontou, sucedeu-se um corte bastante considerável do cabelo, o que se supunha ter sido imposto pelo manager, mas que partiu do próprio.

        «Na altura, fui com o meu empresário [Jorge Mendes]. Batemos à porta [do seu gabinete], entramos, vejo o Alex Ferguson e digo para mim: 'É ele, é ele, é o famoso e tal, que toda a gente conhece'. Era alguém que estava habituado a ver apenas pela televisão. Fiquei um pouco surpreendido. Mas lembro-me de que as primeiras palavras dele é que eu tinha de mudar [a minha imagem], que ia ser um jogador completamente diferente, outro Bebé e percebi que era por causa do meu cabelo. Ele não me disse para cortar o cabelo [que nessa altura usava o cabelo comprido, com rastas] mas nesse mesmo dia, a tarde fui cortá-lo», contou, mais tarde, ao Sapo Desporto.

        Na tal apresentação, curtas palavras e um ar tímido, envergonhado, ciente de todo um mundo novo e uma nova exigência: «Sou rápido, chuto bem e marco muitos golos», disse, aos ingleses, numa entoação que motivou boa disposição na sala.

        O contexto e os primeiros passos... em falso

        Num ápice, passou de 1.100 euros mensais no Estrela da Amadora para cerca de 97 mil em Manchester. Mais do que isso, num ápice deixou a sua complicada história, ele que fazia parte da Casa do Gaiato e que chamou a atenção no verão de 2009, quando jogou o European Street Football Festival de 2009, na Bósnia, e marcou 40 golos em seis jogos, o que chamou a atenção do Estrela. Um ano depois, chegava a um dos maiores clubes do mundo, para jogar num dos mais míticos palcos do mundo e no melhor futebol do mundo.

        A experiência num nível tão alto chegou demasiado cedo e o primeiro impacto não foi o melhor, embora a primeira época até nem tenha sido muito má: marcou dois golos em sete jogos na equipa principal (um deles na Liga dos Campeões, no 0x3 em casa do Bursaspor) e foi preservado por Ferguson, que o resguardou várias vezes na equipa de reservas. Ainda assim, a crítica e os adeptos iam questionando a sua utilidade, atendendo ao valor que custou. Ferguson pedia calma e dizia que «os índices físicos» tinham de ser trabalhados, pois «a finalização e a habilidade» eram «impressionantes».

        A solução seguinte seria o empréstimo ao Besiktas, onde encontrou uma legião de portugueses na equipa (Quaresma, Hugo Almeida, Simão Sabrosa, Júlio Alves) e um contexto que via como ideal para mostrar outra maturidade e regressar à casa de origem.

        Uma das duas vezes que marcou ©Getty / ANDREW YATES
        Só que, em agosto, lesionou-se com gravidade ao serviço dos sub-21 portugueses, rompendo os ligamentos do joelho, o que lhe tirou quase toda a época e também lhe hipotecou a intenção.

        «Chorava muito, chorava de dor, dizia a mim mesmo que nunca mais ia recuperar, perguntava-me porque isto estava a acontecer comigo, 'Será que é um sinal de Deus a avisar-me para ter mais calma?', não sei. Acho que não merecia aquela lesão naquela altura. É uma lesão grave, que pode acabar com a carreira de um jogador, não a desejo a ninguém».

        «Eu era uma máquina»

        Numa entrevista, em 2018, ao zerozero, que pode consultar aqui, Bebé abordou a questão que, invariavelmente, marcou a sua carreira. Para o atleta, tratou-se de uma transferência anormal, contudo, justificada por aquilo que Bebé estava a conseguir fazer, tanto nas camadas jovens, como na época antecedente a este episódio, ao serviço do Estrela da Amadora.

        Bebé concedeu uma entrevista ao zerozero em 2018 ©Gaspar Castro
        «Eu acho que não é normal. No dia de hoje (2018) acho que é normal porque há loucuras. No tempo em que foi a minha transferência, acho que não foi normal, mas eu também tenho noção que era uma máquina. Fazia coisas fora do normal: não parava de correr, chutava de todo o lado, tinha uma energia...». 

        «Foi complicado, vim da terceira divisão, do Estrela da Amadora e depois nem joguei em Guimarães e fui para o Manchester. Acho que não é fácil para um jogador da minha idade, mas foi um sonho. Se fosse agora (2018) ou há dois anos, seria diferente, porque tenho mais experiência, sou mais forte, tenho outras qualidades mais importantes para o campeonato inglês, estou mais adulto, taticamente sou melhor, sou um homem. Era impossível afirmar-me numa equipa com os melhores jogadores do mundo vindo da terceira divisão, com 20 anos», completou Bebé.

        De Bebé a Tiago

        O regresso a Old Trafford não levou, portanto, o melhor embalo em 2012. Em vez de ter evoluído na Turquia, o português perdeu capacidades e ganhou medos. Na primeira metade de 2012/13, apenas jogou pelas reservas e a equipa principal do United era cada vez mais uma miragem - aliás, não voltaria a jogar. No inverno, foi emprestado ao Rio Ave, de Nuno Espírito Santo, que o foi usando de forma intermitente. No verão seguinte, altura da despedida de Alex Ferguson, seguiu por empréstimo para o Paços de Ferreira.

        Aí, num clube que tinha conseguido um trajeto impressionante e que ia jogar as competições europeias, deu-se finalmente uma evolução positiva no português, pela mão de Jorge Costa, segundo contou mais tarde o próprio Bebé.

        ©Carlos Alberto Costa
        Só que foi muito curto para voltar ao United. Apenas com mais um ano de contrato, foi contratado pelo Benfica em 2014 por três milhões de euros. Passaria de Bebé para Tiago na camisola, por indicação de Jorge Jesus, que tentou potenciar as tais capacidades que, quatro anos antes, tinham chamado a atenção em Inglaterra.

        Um tiro ao lado

        Não há como negar, a transferência de Bebé foi um dos falhanços da era Alex Ferguson, que, segundo reportaram vários orgãos de informação britânicos na altura, se tratou de um conselho de Carlos Queiroz. Apesar do desconhecimento geral, havia quem achasse que o jovem tinha características para estar à altura do desafio, sobretudo quem o conhecia, como Jorge Paixão, atual treinador dos chineses do Shenzhen FC e, em 2009/10, técnico do Estrela da Amadora: «Ele é um jogador que é fruto do futebol de rua. Hoje em dia, os jogadores evoluem nos clubes, mas ele não é nada disso, é um jogador da velha escola. Ele aprendeu a jogar na rua e tem essa criatividade natural, uma irreverência e isso faz toda a diferença».

        Bebé realizou uma grande época ao serviço do Paços de Ferreira, em 2013/14 ©Catarina Morais
        A verdade é que o choque emocional provocado pela exigência de jogar num palco daqueles foi um obstáculo difícil de escalar, sobretudo porque, de um momento para o outro, Bebé passou do 8 ao 80. Seguiram-se as tais críticas, um pouco por todas as classes. Os adeptos mostraram-se, desde cedo, frustrados com as aparições, ou falta delas, do jovem. Pela imprensa britânica, também precocemente se formou uma opinião generalizada de ataque ao próprio lendário treinador escocês pelo «seu» falhanço, numa altura em que criticava os gastos de Manchester City e Chelsea, mas, na mesma lógica, tinha gasto quase 10 milhões de euros por um reserva.

        O que é feito de Bebé? 

        Sem impressionar na Luz, seguiu-se a fixação em Espanha, representando o Córdoba, o Eibar e o Rayo Vallecano, clube madrileno que milita no segundo escalão do futebol espanhol e que já é casa de Bebé desde 2017.

        Agora com 29 anos, o extremo representa o Rayo Vallecano ©Getty / Gonzalo Arroyo Moreno
        Marcado pela irregularidade numa fase decisiva da sua carreira, o atacante, agora com 29 anos, nunca conseguiu confirmar todo o potencial que os responsáveis do colosso inglês viram nele. Talvez o passo precipitado tenha tido a sua quota parte de importância nesse aspeto, no entanto, nunca saberemos e o próprio Bebé não se arrepende do grande passo que deu, como confirmou na mesma entrevista referenciada mais acima.

        Esta transferência marcou a sua carreira. O protagonismo, a aposta falhada do treinador com uma reputação imaculada, o passo maior que a perna... O negócio relâmpago do jogador motivou uma verdadeira orquestra de comentários a uma das decisões mais polémicas da viragem de década. Eis, por isso, Bebé, por todas e mais algumas razões, o miúdo que saiu das ruas para o Manchester United e que deu muito que falar. 

        Portugal
        Bebé
        NomeTiago Manuel Dias Correia
        Nascimento1990-07-12(29 anos)
        Nacionalidade
        Portugal
        Portugal
        Dupla Nacionalidade
        Cabo Verde
        Cabo Verde
        PosiçãoAvançado (Extremo Esquerdo) / Avançado (Extremo Direito)

        Fotografias(58)

        Comentários (3)
        Gostaria de comentar? Basta registar-se!
        motivo:
        Tantoscasos
        2020-03-26 13h21m por Andrei_Arshavin
        Sem duvida meu caro, era um jogador fantástico e fez épocas de grandíssima qualidade no Tottenham e no Manchester United. No Fulham e no Mónaco também esteve bem, e no Bayer Leverkusen pelos números e pelo que dizem também jogou muito na Alemanha !!! Um dos jogadores com mais Classe de que me lembro, as receções ao primeiro toque que fazia eram qualquer coisa…. provavelmente o segundo melhor jogador búlgaro de sempre, somente atrás de Hristo Stoichkov.
        TA
        Andrei_Arshavin - Berbatov
        2020-03-26 09h49m por Tantoscasos
        Que categoria, que classe! Um avançado que foi algo subvalorizado pelo imprensa. . . não era daqueles jogadores que dava nas vistas, fora de campo. No entanto tratou-se da reprodução mais fiel do Bergkamp. Dimitar Berbatov destacava-se sobretudo pela sua capacidade de receção ao primeiro toque e por ser um excelente finalizador.
        Dimitar Berbatov
        2020-03-25 21h33m por Andrei_Arshavin
        Alguém viu o video do ASComps ???? Mais uma obra de arte !!!
        Tópicos Relacionados
        SIMULADOR ZEROZERO
        CASHBACK
        Se falhar a sua aposta múltipla entre sexta e domingo o Casino Portugal devolve-lhe até 100€ para voltar a apostar.
        CONSULTE AQUI AS CONDIÇÕES
        OUTRAS NOTÍCIAS
        FC Porto
        Técnico satisfeito com retoma das competições
        A Liga NOS regressa já no próximo dia 3 de junho após longo período de suspensão, dia em que o FC Porto vai defrontar fora de casa o Famalicão. O ...
        ÚLTIMOS COMENTÁRIOS
        vnlf 29-05-2020, 02:36
        JustaCausa 29-05-2020, 02:26
        j-f-uite 29-05-2020, 01:42
        FielXXI 29-05-2020, 01:33
        JAM79 29-05-2020, 01:28
        joaomanuelcosta 29-05-2020, 00:48
        JU
        justo2 29-05-2020, 00:38
        Chama--Portista 29-05-2020, 00:35
        vnlf 29-05-2020, 00:34
        SCP_SUPPORTER 29-05-2020, 00:28
        ResendeFCA 29-05-2020, 00:25
        Avalanche27 29-05-2020, 00:20
        vnlf 29-05-2020, 00:12
        The_Knick 28-05-2020, 23:55
        JU
        justo2 28-05-2020, 23:55
        TO
        tonefcp 28-05-2020, 23:39