Deportivo tenta voltar aos tempos áureos

Em novembro choravam pela descida, agora sonham com a subida: o milagre de Corunha

2020/02/13 09:59
Texto por Ricardo Lestre*
E6

*com Ricardo Rebelo

Há quem diga que as equipas vivem de ciclos. Concorde-se ou não, Málaga e Deportivo da Corunha têm deixado bem claro que se pode atingir a penúria e, se as peças certas forem consertadas ou substituídas, aquilo que parece certo torna-se imprevisível, levando ao renascimento daqueles que já estavam condenados.

Fernando Vázquez é professor de inglês e é um «homem da casa» ©RC Deportivo
Depois de muitas glórias, um começo de época horrível deixou Dépor e Málaga a lutar desde cedo para evitar a descida... Ao terceiro escalão do futebol espanhol. Apesar disso, há sinais de melhoria. As equipas e acima de tudo os clubes não acataram às previsões e demonstraram a sua força. Em termos de espetacularidade, é fácil destacar a recuperação que o Deportivo tem conseguido com Fernando Vázquez no comando técnico, no entanto, a luta do Málaga não pode ser deixada de lado nesta história dada a gravidade da situação no seio do poder do clube albiceleste. A ritmos bastante diferentes, os emblemas tentam levantar-se de um início de época desastroso e provar que aqueles que já mostraram daquilo que eram feitos, jamais poderão ver a sua luta sucumbir a uma espiral de desgraça.

A 29 de novembro descrevíamos uma situação alarmante. Andaluzes e galegos encontravam-se na zona perigosa da tabela na La Liga SmartBank e a história inerente às conquistas do passado em nada ajudou a superar o momento. Pelo contrário, causou enorme surpresa no mundo do futebol.

Dois pesos, duas medidas

Apesar do mau momento destas duas equipas ser evidente, em grande parte devido à grandeza que já detiveram no panorama do futebol espanhol, importa referir que existem causas diferentes que colocam Málaga e Dépor nas ruas da amargura. Se de um lado, os problemas financeiros são intensos, no norte de Espanha o fracasso no planeamento da época, aliado à aposta falhada em Juan Antonio Anquela parece ter sido mais um episódio das decisões fracassadas da direção, originando instabilidade ao ponto da imprensa espanhola apontar o «pior Deportivo em décadas». 

O internacional luso Antunes jogou quase três temporadas em Málaga ©Catarina Morais
O clube procura esboçar uma reação e em boa verdade tem conseguido desde que é orientado por Fernando Vázquez, o terceiro técnico da equipa esta temporada, diferenciando-se de um Málaga que, apesar de nunca ter estado numa posição tão frágil no início da época, não tem conseguido dar o salto e distanciar-se da zona perigosa da tabela. Vamos, por isso, aos números.

Em 17 jornadas, as equipas encontravam-se em zona de despromoção. Com mais de um terço de campeonato concluído, o Deportivo era lanterna vermelha com 11 pontos em 51 possíveis, uma vitória em 17 desafios, um arranque de época assustador. Do outro lado do país, o Málaga respirava um pouco melhor: 16 pontos conquistados, os mesmos do Racing Santander que se encontrava na zona segura da classificação.

75 dias e 10 jornadas depois, os sinais de uma histórica superação estão à vista. O Deportivo ocupa atualmente a 14ª posição da tabela com 33 pontos, quatro pontos acima da linha de água e à frente de oito equipas. Já o Málaga também está fora da zona perigosa da classificação, com 31 pontos, dois acima da linha de água.

Não há duas sem três

Juan Antonio Anquela, Luis César Sampedro e Fernando Vázquez. Não resultou com o primeiro, o segundo deu indícios, mas não serviu, o terceiro teve um papel decisivo na mudança do paradigma negativo do Dépor. A principal explicação encontrada pelos momentos aflitivos está unanimamente atribuídos à má gestão da direção nas épocas transactas e à aposta falhada em Juan Antonio Anquela. Não que o clube esteja estabilizado, longe disso, mas a situação que viveu depois de um período de sucesso europeu e vários anos de campeonato espanhol deixou os blanquiazules num sobe e desce constante entre I e II Ligas. Longe de imaginar, ainda assim, tamanho tombo...

©LaLiga
Anquela teve uma passagem desastrosa pelo emblema de Corunha. Incapaz de reverter a situação, o ex-técnico do Real Oviedo não resistiu à série de maus resultados e acabou por ser afastado da equipa ao fim de 10 jornadas. Com apenas oito pontos conquistados em 30 possíveis, coube a Luis César Sampedro assumir o comando técnico da equipa, mas a verdade é que a história do espanhol ao leme do Dépor acabou após 12 jogos, deixando o cargo numa altura, no mínimo, surpreendente. Se a verdade é que este registo foi igualmente desastroso, o treinador foi despedido do cargo depois de ter somado duas vitórias consecutivas, triunfos esses que não foram suficientes para demover o corpo diretivo de tomar a decisão final. A Sampedro sucedeu Fernando Vazquéz, o terceiro treinador da formação herculina num espaço de quatro meses.

O presente chegou bem dentro da quadra natalícia e, ainda por cima, uma cara bem conhecida do público do Riazor. Depois de ter pegado num Deportivo em situação dificílima em 2012/13, Fernando Vázquez conseguiu em 2013/14 aquilo que a massa adepta anseia verdadeiramente, a subida de divisão. E como não há duas sem três, o espanhol está de regresso e não podia ter começado melhor. Com um registo 100% vitorioso, Vázquez tem sido um verdadeiro salvador da coroa em Corunha, constituindo-se num dos grandes responsáveis pela remontada.

Apesar do plantel estar uns furos abaixo do de 2018/19, a qualidade era (e é) mais do que suficiente para não depender de uma botija de oxigénio. Muitos apontam o setor defensivo (Pablo Marí e Domingos Duarte saíram no começo da época) como sendo o principal motivo do início horrível: com um registo de 35 golos sofridos em 22 jogos, Anquela e Sampedro foram incapazes de estancar os problemas constantes na retaguarda. Mas tudo mudou com Fernando Vázquez. Porquê? Dois golos encaixados em seis partidas. A tão desejada solidez acabaria por chegar.

Agora resta... sonhar. A equipa encontra-se a sete pontos dos lugares do play-off de subida e em Corunha é impossível não acreditar que haja essa hipótese, por muito pequena que seja.

Uma história de sobrevivência

Num segmento diferente, mas ainda a divagar nas profundezas surge um Málaga esquecido pelo acionista maioritário, Sheik Al Thani e envolvido numa profunda crise financeira ao ponto da descida para o terceiro escalão estar em cima da mesa por motivos judiciais.

©Málaga CF
Para além disso, a polémica em torno do primeiro treinador, Víctor Sánchez - contratado quase no fim de 2018/19 para atacar o regresso à LaLiga - pintou um cenário bem mais negro, ele que acabou despedido devido a um escândalo sexual. Mesmo com Sergio Pellicier Garcia, o sucessor, os boquerones ainda não saíram da corda bamba.

Pode-se com isto concluir que, apesar de ambas as equipas viverem situações idênticas em termos desportivos, os problemas que cada uma vê associada ao mau inicio época influenciam a projeção futura. Se tivermos isto em conta é seguro afirmar que, também por fruto dos resultados recentes, o Deportivo pode ter a sua vida mais facilitada. Premissa que é corroborada pelos resultados desportivos recentes das duas equipas e, fundamentalmente, pela gravidade da desorganização que se vive em Málaga. 

Espanha
Fernando Vázquez
NomeFernando Vázquez Pena
Nascimento1954-10-24(65 anos)
Nacionalidade
Espanha
Espanha
FunçãoTreinador

Fotografias(1)

Comentários (6)
Gostaria de comentar? Basta registar-se!
motivo:
DEPOR
2020-02-13 20h05m por j-f-uite
> para quem nao sabe existe uma propria conta do youtube ligada a 2 divisao de espanha e transmite todos os jogos , e eu tenho acompanhado muito os jogos principalmente do depor que é a minha equipa favorita em espanha , o turco veio trazer muito ao ataque
Depor
2020-02-13 16h48m por yosephrosario
Ainda faltam muitos jogos 7 pontos para chegar aos Playoffs é acreditar!
Depor
2020-02-13 16h30m por espiaofish
Nao pode morrer este gigante europeu
Vamos Depor
2020-02-13 14h35m por BlankSpace
O meu clube preferido em Espanha. . . aquela equipaça do virar do milénio era qualquer coisa. . .
Deportivo
2020-02-13 12h43m por MCP5
Um clube a recuperar da "destruição" causada por Jorge Mendes.
RS
Grande Depor
2020-02-13 11h53m por rs24bfc
O caso do Depor esta época é digno de filme. . . Chegar a 18 de Dezembro a 11 pontos da linha de agua!! Só com uma vitória em 4 meses. . . Desde aí 7 vitórias seguidas!! Força Depor!!
SIMULADOR ZEROZERO
CASHBACK
Se falhar a sua aposta múltipla entre sexta e domingo o Casino Portugal devolve-lhe até 100€ para voltar a apostar.
CONSULTE AQUI AS CONDIÇÕES
Faça a sua aposta:
Odd acumulada:
Ganhar
ÚLTIMOS COMENTÁRIOS
orgulhovermelho 24-02-2020, 08:22
Nygma 24-02-2020, 07:49
Tylertiago 24-02-2020, 06:37
MI
Mika2000 24-02-2020, 05:28
BlankSpace 24-02-2020, 03:02
j-f-uite 24-02-2020, 02:37
j-f-uite 24-02-2020, 02:35
LM
lmanuel 24-02-2020, 02:08
RD_t0p07 24-02-2020, 01:44
Yharnam 24-02-2020, 00:53
luisFilipe791 24-02-2020, 00:50
PO
PORTOTUGA2 24-02-2020, 00:46
FCP-Logic 24-02-2020, 00:42
barkfire52 24-02-2020, 00:37
Futboy 24-02-2020, 00:34
JustaCausa 24-02-2020, 00:32