X
entrevista
Primeira parte da entrevista a Candeias

Da conversa com Gerrard aos 45 minutos loucos na Turquia: «Foi um dia fantástico!»

2019/10/23 13:15
Texto por Hugo Filipe Martins com Rodrigo Coimbra
E0

Parte II - Problema de anemia no Porto, estabilidade na Madeira e falta de oportunidades na Luz: «Devia ter sido vendido mais cedo...»

Daniel Candeias não vai esquecer o dia 18 de outubro de 2019, dia do primeiro hat-trick da carreira enquanto profissional. O feito, por si só, é assinável, mas o extremo português fez mais do que isso. Os três golos foram todos apontados na primeira parte e ainda houve tempo para fazer duas assistências.

Daniel Candeias
2019/2020
9 Jogos  736 Minutos
3   3   0   02x

ver mais »
Foram 45 minutos verdadeiramente de loucos, dignos de registo... e de entrevista. O zerozero não perdeu tempo e foi conversar com Candeias, ele que está de regresso à Turquia depois de duas épocas muito positivas no Rangers, onde chegou a ser eleito como melhor jogador do ano. 

Nesta primeira parte da entrevista, Candeias conta-nos como estão a correr estes primeiros meses no Gençlerbirligi e recorda a passagem pela Escócia, de onde saiu com os colegas a pedirem para ficar.

O jogador português teve um sábado de sonho ©Gençlerbirliği Spor Kulübü

zerozero (ZZ): Três golos, duas assistências: Que jogo foi aquele? O melhor da carreira?!

Daniel Candeias (DC): Foi um jogo em que as coisas saíram bem à equipa. Tive a sorte de marcar os três golos e de fazer as duas assistências. Fiquei muito contente, foram 45 minutos loucos. Fiquei mais feliz porque vínhamos de uma situação nada agradável, no começo do campeonato não estávamos a ter sorte, mas neste jogo as coisas vieram até nós e foi importante para mim e para toda a equipa.

ZZ: Depois desses 45 minutos, como foi a ida para os balneários?

DC: Ia radiante por aquilo que tinha acabado de acontecer. Foi a primeira vez que fiz um hat-trick como profissional e isso deixou-me muito contente. Já andava à procura dos primeiros golos pelo clube e de mais assistências, mas também pelo momento da equipa. As coisas não aconteciam. Neste jogo sabíamos que estávamos no caminho certo e as coisas aconteceram. Para mim foi um dia fantástico.

ZZ: Uma goleada surpreendente, depois de um 0x0 na receção ao Galatasaray. Estão no penúltimo lugar, pode ser um ponto de partida para a recuperação?

DC: Nós já tínhamos demonstrado frente ao Basaksehir, tínhamos feito bons jogos, mas não estávamos a conseguir marcar. Este jogo deu mais confiança, o jogo com o Galatasaray também, onde demonstrámos que temos equipa para defrontar qualquer outra equipa. Com esta goleada, com esta exibição coletiva, acho que vai ajudar-nos a sair desta situação. A diferença não é muita entre as equipas e agora aproxima-se uma altura crucial, pois jogamos com as equipas mais próximas de nós.

ZZ: Tirando a classificação, como está a correr este regresso à Turquia?

DC: É a segunda vez que estou na Turquia. Pouco a pouco, estou a chegar à minha melhor forma. Apesar de ter marcado e assistido, já estava a sentir que estava a chegar perto daquilo que posso render e isso é bom para a equipa.

ZZ: Tens aí o Fabrício Baiano e o Flávio Ramos, que também falam português. São uma ajuda importante?

DC: É sempre importante ter alguém que fale a tua língua, apesar de ter estado no Rangers e não ter tido ninguém a falar português no segundo ano. Claro que é sempre uma ajuda quando estamos fora do futebol e com a família. O turco é muito difícil [risos], mas temos muitos colegas que falam inglês, temos o tradutor nos treinos e quando precisamos de alguma coisa fora do futebol também nos ajuda, mas encontramos alguém que fale inglês. Isso ajuda.

ZZ: A Turquia vive tempos politicamente conturbados. Foi algo que ponderaste na altura de assinar ou na capital está tudo tranquilo?

DC: Quando vim a primeira vez, quando joguei no Alanya, havia problemas políticos, houve bombas no aeroporto, mas nunca me senti inseguro e aqui em Ankara, que por ser capital pode acontecer mais alguma coisa, neste momento não me sinto inseguro e a cidade tem estado tranquila. Não vi nada de anormal. Ankara é uma cidade desenvolvida, tem muitas condições, nas casas e nas escolas. É a capital, é uma cidade grande, com tudo o que imaginas. A família está feliz e quando assim é também te sentes bem.

Daniel Candeias recebeu o prémio de melhor jogador do ano para os adeptos do Rangers no final de 2017/18 ©Ian MacNicol / Getty Images

«O Gerrard disse-me que eu era importante no grupo»

ZZ: A verdade é que estavas muito bem no Rangers, fizeste quase 100 jogos, tinhas acabado de renovar contrato e chegaste a ser eleito pelos adeptos como jogador do ano... O que conduziu à saída?

DC: Estava bem no Rangers. Foi um clube que me recebeu muito bem, os adeptos sempre me deram apoio. Senti muito carinho por parte de todos, dos meus colegas também, mas este ano as coisas iam mudar. Era importante no grupo, mas sentia que não ia ter tantos minutos como tenho tido nas últimas duas épocas. O diretor desportivo não ia muito com os estrangeiros, no primeiro ano, não dava muita confiança aos portugueses. Acabou por sair, mas acho que era importante para mim não perder andamento. Senti que podia mudar alguma coisa e preferi partir para outro desafio onde me sentisse ainda mais importante. Aqui receberam-me bem, foi um clube que me quis desde o primeiro minuto e foi isso que me fez decidir sair.

ZZ: Na altura o Gerrard disse publicamente que queria continuar a contar contigo...

DC: Sim, desde que se soube que eu podia sair ele chamou-me e disse que por ele ficava, porque era importante no grupo e eu senti-me importante no grupo. No último dia em que treinei os meus colegas nem me queriam deixar sair, diziam que tinha de continuar com eles, que me queriam lá, mas sentia, da parte do diretor desportivo, sabia de coisas anteriores... Depois de ter sido nomeado melhor jogador da época por parte dos adeptos ouvi conversas de que me podiam deixar sair e eu decidi que era melhor dar outro rumo à carreira. Ele disse que me ajudava no que precisasse. Não tenho nada a dizer do Gerrard, foi sempre sincero e correto comigo. Só tenho a dizer bem do clube e dos adeptos porque, até hoje, sinto-me acarinhado por eles.

ZZ: Chegaste a Glasgow com mais portugueses, como foi a adaptação?

DC: Quando estava no Alanya sempre me deram confiança e disseram também que queriam que eu continuasse, mas depois de receber o telefonema do Caixinha, que já tinha sido meu treinador e sempre me tentou levar para os clubes por onde passou, e aí eu disse que queria ir para o Rangers. Todos conheciam o Rangers, é um grande clube e não queria perder a oportunidade de jogar na Liga Europa e lutar por outras coisas. Isso fez-me crescer como jogador e como pessoa. Os outros portugueses também foram uma grande ajuda, adaptei-me bem ao futebol, acho que tinha muito a ver comigo e daí ter tido sucesso lá e ter feito 96 jogos pelo clube. Claro que adorei estar lá e vou sempre adepto do Rangers. É um clube fantástico.

ZZ: Como foi jogar o dérbi de Old Firm?

DC: É um ambiente fantástico, dos melhores que vivi na carreira. Jogar esse jogo é extraordinário. Tive a possibilidade de fazer um golo, apesar de não termos ganho esse jogo. É realmente um jogo que acho que todos os jogadores iam gostar de jogar. Os adeptos são fanáticos, estão sempre próximos da equipa. Foi maravilhoso viver esses momentos lá. 

Portugal
Daniel Candeias
NomeDaniel João Santos Candeias
Nascimento1988-02-25(31 anos)
Nacionalidade
Portugal
Portugal
PosiçãoAvançado (Extremo Direito) / Avançado (Extremo Esquerdo)

Fotografias(50)

Candeias
Comentários (0)
Gostaria de comentar? Basta registar-se!
motivo:
EAinda não foram registados comentários...
Tópicos Relacionados
SIMULADOR ZEROZERO
APOSTA SEGURA
Realize a sua aposta múltipla com 3 eventos e se perder o Casino Portugal devolve-lhe 50% para voltar a apostar.
CONSULTE AQUI AS CONDIÇÕES
Faça a sua aposta:
Odd acumulada:
Ganhar
OUTRAS NOTÍCIAS
Amigáveis
Jhon Murillo entrou na segunda parte
O extremo do FC Porto foi titular esta manhã e fez os noventa minutos, num amigável frente à Venezuela que acabou em goleada (1x4) favorável à seleção ...
ÚLTIMOS COMENTÁRIOS
AS
ASNL 19-11-2019, 13:17
TO
tonefcp 19-11-2019, 13:08
AguiaEncarnada 19-11-2019, 12:56
tiger1974 19-11-2019, 12:48
AguiaEncarnada 19-11-2019, 12:48
AN
angelothetruth 19-11-2019, 12:47
tiger1974 19-11-2019, 12:45
bludouro 19-11-2019, 12:40
SO
SomosPorto1989 19-11-2019, 12:37
bigshaq 19-11-2019, 12:35
bludouro 19-11-2019, 12:34
PE
PERAMANCA 19-11-2019, 12:29
TS
TSG_Hoffenheim_1899 19-11-2019, 12:22
RS
Rsoares67 19-11-2019, 12:19
tcb9277 19-11-2019, 12:17
RS
Rsoares67 19-11-2019, 12:13