Análise Tática
A análise à equipa do Marítimo

A doce tranquilidade no quentinho de uma Manta

2019/09/10 12:02
Texto por Hugo Filipe Martins
E0

Quatro jornadas do Campeonato já ficaram para trás, agora segue-se a pausa para o compromisso das Seleções. Aproveitando esses dois indicadores, o zerozero apresenta-lhe durante os próximos dias, até ao início da 5.ª ronda da Liga NOS, a análise tática dos 18 participantes do principal escalão do futebol português. Agora é a vez do Marítimo.

É com a tranquilidade que não pairou na Madeira que os maritimistas esperam passar esta época, sem que isso retire ambição a um Marítimo habituado a estar entre os candidatos à Europa. Este ano é um novo ciclo, o ciclo de Nuno Manta Santos.

O momento de viragem não o é apenas para o clube. O antigo treinador do Feirense recebeu um projeto mais ambicioso e quer mostrar valor na Liga portuguesa. Para isso vai tentar, primeiro, dar a tal tranquilidade e depois procurar esticar a Manta para algo mais. Para conseguir isso, o técnico recebeu alguns reforços, mantendo parte do núcleo da época passada.

Reforços que gritam ambição

À procura do poder de fogo que faltou na época passada, o Marítimo focou-se nos reforços de ataque e mexeu pouco numa defesa já com rotinas. Charles acabou a época em grande e deve manter-se na baliza, tal como Zainadine continua a ser o patrão de uma defesa que teve em Kerkez o único reforço. O sérvio entrou diretamente para o onze e parece ser uma melhoria em relação a Grolli.

Maeda tem mostrado atributos interessantes ©Manuel Morais / Kapta +

Com a ambição no discurso de treinador e presidente, o ataque ao mercado foi também ele ambicioso. Fabrício foi a única saída importante, mas Bambock ganhou rapidamente o lugar de médio defensivo, mostrando forte capacidade de recuperação nestes primeiros jogos e relegando Vukovic para o banco de suplentes.

No ataque já não há Joel Tagueu, mas há muitas soluções e todas diferentes. O japonês Maeda entusiasmou na estreia e mostrou ser um avançado que pode fazer a diferença com espaço. A continuidade de Getterson e Rodrigo Pinho dão uma referência ofensiva a Nuno Manta, que tem alternado entre os dois, com Pinho a conseguir mais resultados e a mostrar mais capacidade no apoio aos colegas. Correa, Barrera, Marcelinho e o capitão Edgar Costa provam que Nuno Manta tem muitas soluções para apresentar um futebol ofensivo, que até aqui tem surgido apenas a espaços.

Ainda tentam mostrar ambição em campo

Se quando olhamos para o mercado de transferências do Marítimo falamos em ambição, o mesmo não tem acontecido no que toca a jogo jogado. É visível que Nuno Manta ainda tem muito trabalho pela frente e que há ainda uma indefinição no que toca à estratégia e tática da equipa.

Os insulares começaram a época num 4x2x3x1, mas Nuno Manta sentiu necessidade de alterar o sistema e passou a jogar num 4x4x2, com a mobilidade de Maeda a juntar-se a Rodrigo Pinho, entregando aos médios missões exclusivamente defensivas.

Nuno Manta tem muito trabalho pela frente ©Catarina Morais / Kapta +

Os madeirenses conseguiram pontuar nos jogos teoricamente mais difícies, mas as exibições estiveram longe de convencer. Frente ao Sporting, o golo cedo fez com que a equipa baixasse as linhas e só na etapa final da partida é que Nuno Manta percebeu que podia mesmo bater os leões, libertando mais os seus jogadores que têm capacidade para decidir partidas, até porque a defesa ainda está longe de estar no ponto.

Com sete golos sofridos na Liga, o Marítimo tem mostrado alguma descoordenação defensiva e Charles só por uma vez conseguiu ter a baliza a zeros. Em Paços de Ferreira, os insulares tiveram uma partida muito pobre quando estavam em igualdade numérica - aos 22' ainda não havia um remate - e sofrível após a expulsão de Bambock, ficando claras as debilidades defensivas da equipa de Nuno Manta, que terá aproveitado a paragem para consolidar a equipa neste aspeto.

Para conseguirem a tal tranquilidade, os madeirenses têm de começar o trabalho pela base e Nuno Manta já mostrou que é um treinador capaz de fortalecer as equipas nos seus processos defensivos. Dado esse passo, os homens da frente têm capacidade individual para ajudarem a ultrapassar estes primeiros tempos. Depois tudo pode surgir com o tempo. Este Marítimo pode ser uma agradável surpresa, desde que não demore a crescer. Talvez seja uma questão de confiança.

U Domingo, 15 Setembro 2019 - 16:00
Estádio do Marítimo
João Bento
1-3
Marcelinho 47'
André Santos 10'
Kikas 45'
André Sousa 79'
Estádio do Marítimo
Lotação10 565
Medidas105x68
Inauguração1957
FaseCampeonato
JornadaJornada 5
VIDEOS
Ponto Forte
Opções atacantes Era um dos problemas da última época e parece estar resolvido. Nuno Manta tem muitos homens de ataque, todos com características diferentes, podendo surpreender antes ou durante a partida. Getterson acabou bem a época, mas tem sido suplente de Maeda. Correa também começou a titular, mas Marcelinho já teve a oportunidade e há também John Cley. Muitos nomes para potenciar.
Ponto Fraco
Indefinição tática Começou em 4x2x3x1, joga agora em 4x4x2. Quatro jornadas e já há mudanças importantes operadas por Nuno Manta, que ainda procura a melhor estratégia e os melhores jogadores para os objetivos. Os insulares atravessam um período de alguma indefinição, que pode ser resolvida com a paragem FIFA. Para já, o 4x4x2 deu uma vitória em Paços de Ferreira.
Marítimo
2019/2020
5J
2V
1E
2D
7-8G
Calendário
História
Tranquilidade a pensar em algo mais
Os insulares acabaram a época passada na metade inferior da Liga e em parte da época o objetivo foi mesmo garantir a manutenção. Este ano pede-se mais tranquilidade, com um olho sempre nos lugares de acesso às competições europeias, onde o Marítimo não está desde 2017/18, tendo sido eliminado no play-off de acesso à fase de grupos.

Veja a história completa do clube
A Estrela
Jorge Correa
O esquerdino deu nas vistas no início de 2018, mas a época passada acabou por não conseguir evidenciar-se. Encostado à esquerda, o argentino não rende tanto, mas no lado direito é um jogador que pode fazer a diferença, podendo também jogar nas costas do ponta de lança. É um jogador com técnica e capaz de fazer a diferença nos jogos mais apertados, desde que seja bem aproveitado. Pode ser a grande referência da época 2019/20 dos insulares.
O Técnico
Nuno Manta
Deixou o "seu" Feirense e embarcou numa nova aventura, mais exigente e que pode ajudar a perceber o real valor do treinador fora da sua zona de conforto. O técnico fez milagres em Santa Maria da Feira, mas na Madeira os objetivos são outros. Os insulares querem ter uma época melhor do que a anterior e o técnico tem a missão de colocar o Marítimo no grupo de equipas que lutam pela Europa.

Fotografias(15)

Liga NOS: Marítimo x Belenenses SAD
Liga NOS: Marítimo x Belenenses SAD
Sondagem
RESULTADO SONDAGEM
MARÍTIMO
EMPATE
BELENENSES SAD
Comentários (0)
Gostaria de comentar? Basta registar-se!
motivo:
EAinda não foram registados comentários...
ÚLTIMOS COMENTÁRIOS
Piranha_on_Tour 16-09-2019, 15:58
Somel12 16-09-2019, 15:58
JD
JDABM 16-09-2019, 15:56
Somel12 16-09-2019, 15:56
Inform 16-09-2019, 15:53
rmrfernandes 16-09-2019, 15:53
P0
P0P1 16-09-2019, 15:40
21_savage 16-09-2019, 15:39
rmrfernandes 16-09-2019, 15:39
nsjs97 16-09-2019, 15:36
AR
Arutnif 16-09-2019, 15:32
AR
Arutnif 16-09-2019, 15:26
BestInTheWRLD 16-09-2019, 15:18
HGuima 16-09-2019, 15:15
Piranha_on_Tour 16-09-2019, 15:11
HGuima 16-09-2019, 15:07