betclicpt
      X
      Na Minha Secreta Área
      Luís Rocha Rodrigues
      2020/08/14
      E3
      O Na Minha Secreta Área é um espaço de opinião do jornalista Luís Rocha Rodrigues. Nas gavetas, há sempre um bloco de notas e uma caneta para se anotar o futebol.

      Costumo dizer, de forma nitidamente parcial, que não há sítio mais completo que o zerozero. No que respeita ao tradicionalismo de um órgão de comunicação social, até pode ser um exagero, obviamente (temos tanto para crescer, ainda). Mas, e não é por acaso que todos os jornalistas com quem nos cruzamos nos garantem ser consumidores diários da plataforma, não há sítio em Portugal mais rico em informação futebolística. Certamente, e com orgulho.

      Isto a propósito das centenas de milhar de jogadores que aqui têm o seu cantinho. Um espaço onde a dimensão da ficha do Cristiano Ronaldo é exatamente igual à do Filipe Soares, ou à dos meus irmãos Lucas e João ou do meu primo Gonçalo. Provavelmente, ninguém conseguirá conhecer um por cento dos 676.138 jogadores que aqui habitam.

      De certeza que todos eles sonham ou algum dia sonharam chegar lá acima. Claro que sim. De certeza absoluta que só 9.582 conseguiram jogar na primeira divisão, em 86 edições. O anonimato é o estado reinante.

      E podia também ser para Cláudio Ramos. Como tantos e tantos casos, um maior talento numa fase inicial da adolescência levou-o para fora de casa, para longe dos pais. De Vila Nova de Paiva até Guimarães são muitos quilómetros de estrada e muitas doses de saudade.

      Quando chegou a hora de ser sénior, passou do Vitória para o Amarante, do quarto escalão (III Divisão). Depois, seguiu para Tondela, um degrau acima (II B). Passou a estar mais perto de casa, embora longe da titularidade, que foi maioritariamente do veterano Avelino. Deu-se a subida de divisão, mas, no segundo escalão, voltou a ser suplente no começo (os beirões contrataram Bruno Sousa para a posição) e teve de aguardar pela sua vez. A seguir, outra vez a ter vários períodos de banco. Claro que ainda era novo, com os seus 22 anos, só que os anos iam passando e as luzes da ribalta tardavam... e tardavam...

      Em 2015, enfim, o horizonte há tanto tempo desejado: subida à primeira liga, noutra época em que começou a suplente, mas na qual fez o maior número de jogos. Já está a adivinhar, não já? Começaria a suplente, depois de contratado o inglês Matt Jones, e teria de esperar pela oportunidade para se mostrar. Teve-a e agarrou-a, para fazer parte do «Milagre - Parte I», essa velha saga que vai consolidando o Tondela na primeira.

      Tanta a consolidação do clube aconteceu como o contributo do guarda-redes foi em crescendo. Sempre ele, enquanto uns chegavam e outros partiam, a revelar-se a figura da equipa, o símbolo do clube, o estandarte de toda a região.

      De sorriso verdadeiro e dedicação extrema, Cláudio foi batendo recordes, do clube e do próprio campeonato, e só ao mais distraído pode ter surpreendido a ida à seleção. E nem a esse distraído pode ter surpreendido a sua chegada ao FC Porto.

      Vai jogar? Inicialmente, muito provavelmente não. Mas quem melhor do que Cláudio Ramos para demonstrar que quem espera sempre alcança? Uma carreira que, apesar de ainda só ir a meio, deve constar nos manuais de todos os treinadores de jovens rapazes à procura do sonho. Os de Cláudio vão-se multiplicando e realizando. Porque, nunca se duvide, é mesmo possível!



      Comentários (3)
      Gostaria de comentar? Basta registar-se!
      motivo:
      zerozero e Cláudio Ramos
      2020-08-15 11h18m por kropotkin
      Bom texto. Parabéns e obrigado pelo contributo, Luís Rocha Rodrigues. O zerozero na minha opinião tem algumas falhas e beneficiava bastante se, por exemplo, decidisse pagar a um revisor para minimizar as gralhas que por vezes aparecem. Ainda assim acho que, no panorama do jornalismo desportivo português, o zerozero está uns furos acima da concorrência, não só pela qualidade dos conteúdos como do ponto de vista técnico.

      Quanto ao Cláudio Ramos, acho que é o melhor GR português. Melhor que o Patrício e merecedor de outros voos.
      RA
      Que exagero
      2020-08-14 21h58m por ra1620
      Guarda redes normal com uma carreira regular. Não entusiasma por aí além.
      Bem, Luis!
      2020-08-14 14h05m por Kakauet
      Bom texto, sobre um jogador que é de facto um exemplo para muitos outros.

      Apenas tenho pena de que ao ser suplente de Marchesin as portas da selecção fiquem fechadas.
      OPINIÕES DO MESMO AUTOR
      Andei um largo período sem aqui escrever e, de repente, faço-o no espaço de apenas dois dias. Tinha de ser. Porque Casillas a isso obriga. Não foi propriamente uma ...
      05-08-2020 00:17E8
      Alto! O FC Porto ganhou o campeonato. Alto aí! O FC Porto ganhou a Taça. A um ritmo alucinante, em tempos ímpares, confusos e inquietantes, vamos atropelando acontecimentos, ...
      02-08-2020 17:21E1
      ... Não se importarão que seja ali, onde nasceu Portugal, que nasça uma tolerância zero que até hoje não existiu no futebol português. Não se ...
      17-02-2020 11:29E7
      Opinião
      Pelas minhas gavetas do futebol
      Tiago S. Nogueira
      A Coluna é do Silva
      Paulo Silva
      O sítio dos Gverreiros
      António Costa
      O Caldeirão
      Rodrigo Correia
      O sítio dos Gverreiros
      António Costa
      A preto e branco
      Luís Cirilo Carvalho